Pedro com troféu de campeão e de melhor goleiro

DAS PISTAS AO GRAMADO: OS PRIMEIROS PASSOS DA CARREIRA PROMISSORA DE PEDRO ARAÚJO

Assim como tantas outras crianças brasileiras, o Pedro viu no esporte mais popular do país uma de suas maiores paixões e começou a treinar para ser profissional um dia. Porém, diferente da maioria delas, ele não quer balançar as redes, mas sim impedir que alguém balance as suas.

Hoje, aos 13 anos, ele é goleiro do sub-15 do Real Brasília e surge como uma das principais promessas do clube da capital do país. Um fato curioso é que ao contrário do que se pensa, sua história com a prática de esportes não começou com a bola redonda e um campo de grama. Na verdade, ela começou no asfalto.

Pedro Araújo iniciou nos esportes pelo kart, junto com Josen Araújo, seu pai. Ele sempre se mostrou muito hábil atrás do volante, inclusive sendo campeão brasiliense da modalidade, em 2019. Mas, mesmo com todo esse talento, ele vivia pedindo ao pai para entrar em uma escolinha de futebol e seu pai logo percebeu que o kart não era mais sua praia.

Em 2020, quando já haviam se mudado para Ceilândia, um dia o gás da casa acabou e eles tiveram que sair para comprar um novo. Por obra do destino, o depósito de gás ficava em frente a um campinho e estava rolando um treino de uma escolinha bem na hora.

Vendo a vontade do filho de treinar, Josen perguntou ao treinador se o Pedro poderia fazer um treino como goleiro, posição em que o pai havia jogado como amador. Ao receber o sim, os dois foram em casa correndo para pegar os materiais necessários e, quando acabou a seletiva, o Pedro foi admitido de imediato na escolinha.

Mas, em mais uma dessas situações sobre a qual não se tem controle, chegou a pandemia da Covid-19 e tudo foi fechado, inclusive a escolinha. Logo quando ia começar com o que tanto sonhava, Pedro teve que ficar preso em casa. Vendo toda a frustração do filho, Josen foi atrás de uma solução para ajudar seu filho. Ele, então, perguntou ao filho se ele realmente queria isso e se faria o que fosse necessário para alcançar seu sonho. A resposta foi muito simples: sim, eu quero!

Assim, o ex-goleiro amador comprou novos e necessários materiais e começou a treiná-lo em casa mesmo, com o que sabia, mas sem muita estrutura. Ao avançarem com os treinamento, os dois passaram a praticar naquele mesmo campinho onde tinha passado no teste e foi ali que mais uma vez voltaram a se encaixar. Paulo Soares, do Uni 10, viu o Pedro treinando e o convidou para treinar na sua escolinha.

A partir desse momento, as coisas só melhoraram. Pedro foi campeão e destaque por vários times de base, chegando em Abadia-Go, onde jogou no Deportivo Real, mas depois de 6 meses eles tiveram que retornar para Brasília.

Pai e filho comemoram vitória

Agora, 2 anos e 4 meses após ter começado a treinar, mesmo com todas as dificuldades causadas pela pandemia (aumento do preço da gasolina, que dificulta o deslocamento, do preço dos materiais e do custo de vida em geral), Pedro chegou ao Real Brasília e mostra que o trabalho duro e os sacrifícios de uma família podem valer a pena.


2 comentários

  1. You’re truly a excellent webmaster. This web site loading velocity is amazing.

    It sort of feels that you are doing any distinctive trick.
    Furthermore, the contents are masterpiece. you’ve performed a great activity in this subject!

    Similar here: zakupy online and also here: Sklep internetowy

  2. Conheço e convivi com o pai e o filho nas pista de kart do park da cidade. Pedro tinha muito habilidade ao volante travou grandes duelos com meu filho.
    O pai é uma pessoa muito focado no que se propõe a fazer.
    Espero que o Pedro tenha muito sucesso como goleiro, ele merece!
    Parabéns pela reportagem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *