Preso assassino de ganhador da loteria

Aposentadoria’ e presentes: como vivia o ganhador da Mega-Sena morto em SP

Carro & Cia
Carro & Cia, o melhor em atendimento e satisfação

No quarto dia de investigações após o crime, a polícia prendeu um suspeito de assassinar Jonas Lucas Alves Dias, de 55 anos, o ganhador de R$ 47,1 milhões na Mega-Sena, em Hortolândia, interior de São Paulo. O anúncio da prisão foi feito neste sábado, 17, pelo governador e candidato à reeleição Rodrigo Garcia (PSDB), que não deu mais detalhes.

A delegada Juliana Ricci, da Divisão de Investigações Criminais (Deic) de Piracicaba, informou que a prisão deixa o caso praticamente elucidado. Os detalhes serão revelados em entrevista que a delegada anunciou para a tarde deste sábado.

Na sexta-feira, 16, a Polícia Civil havia conseguido a quebra dos sigilos bancário e telefônico de donos das contas que receberiam transferências de valores enquanto Dias estava em poder dos sequestradores. Além de saques e transferências totalizando R$ 20 mil, os criminosos tentaram fazer um desvio de R$ 3 milhões de contas dele por meio de um aplicativo de mensagens. A transação não foi autorizada pelo banco.

De acordo com a Polícia Civil, o milionário ficou 20 horas em poder dos sequestradores. Ele foi capturado pelos criminosos no final da manhã de terça-feira, 13, quando fazia uma caminhada, e abandonado na margem de uma rodovia que corta a cidade de Hortolândia, no início da manhã de quarta, 14. O homem foi socorrido por uma ambulância da concessionária quando já estava desacordado e morreu no Hospital Mário Covas.

ANGRA DOS REIS EM GRANDE ESTILO. VOCÊ MERECE.

Segundo a delegada Juliana Ricci, a vítima foi extorquida e torturada pelos criminosos, que sabiam da sua fortuna. Imagens de uma câmera de vigilância mostram quando Dias foi levado por um suspeito a uma agência bancária para fazer saques. Conforme a delegada, os bandidos sabiam que ele tinha dinheiro e premeditaram o crime.

O corpo do milionário da Mega-Sena foi sepultado na tarde de sexta-feira, no Cemitério da Saudade, em Sumaré, cidade vizinha. Um ônibus foi fretado para levar amigos e vizinhos ao sepultamento. Cerca de 50 pessoas participaram da cerimônia.

Apesar de ter sido premiado com R$ 47,1 milhões da Mega-Sena em 2020, Jonas Lucas Alves Dias, 55, morto com sinais de espancamento em Hortolândia, no interior do estado de São Paulo, manteve uma vida “simples”, segundo os vizinhos, e não se importava em cuidar da própria segurança. A rotina humilde incluía idas diárias a um bar e alguns presentes a amigos em necessidade, segundo relatos de pessoas próximas a Jonas.

DUETTO IDEAL – A MODA FEITA PARA VOCÊ

Jonas era vendedor de uma loja de ferramentas e utilizou o dinheiro que recebeu da loteria para não exercer mais a função. O comércio era de propriedade dele com mais dois sócios e ele saiu do negócio em março deste ano, de acordo com a Polícia Civil. Os homens eram amigos de Jonas desde antes do prêmio e firmaram a sociedade após ele ganhar.

SAÚDE INTEGRAL E HUMANIZADA

Um comentário

  1. You are in point of fact a just right webmaster. The website loading
    speed is incredible. It sort of feels that you’re doing
    any unique trick. In addition, the contents are masterpiece.
    you have done a wonderful task in this matter! Similar here: sklep online
    and also here: Bezpieczne zakupy

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *