Aras

PGR diz que não foi informada da operação ordenada por Moraes

Procurador-geral Augusto Aras não recebeu os autos da operação, para que o Ministério Público Federal tivesse ciência do caso

Carro & Cia
Carro & Cia, o melhor em atendimento e satisfação

A Procuradoria-Geral da República (PGR) disse nesta terça-feira (23) que não foi informada da operação de busca e apreensão nos endereços de oito empresários acusados de apoiar um autogolpe de Jair Bolsonaro, caso Lula seja eleito em outubro.

“Os autos ainda não foram remetidos à Procuradoria-Geral da República (PGR) para ciência formal da decisão do dia 19 de agosto, que determinou as diligências cumpridas nesta manhã”,  escreveu em nota o Ministério Público Federal.

DUETTO IDEAL – A MODA FEITA PARA VOCÊ

Aras não foi citado a ser manifestar no caso e apenas recebeu uma cópia da decisão na tarde da segunda-feira (22), em sua sala de apoio, nas dependências do Supremo Tribunal Federal (STF).

Até agora, a decisão de Moraes não foi disponibilizada aos advogados.

A operação determinada por Alexandre de Moraes mira empresários bolsonaristas, que tiveram celulares apreendidos e o sigilo bancário quebrado. Luciano Hang, um dos elos mais fortes de Bolsonaro com o setor, foi um dos que foram visitados pela Polícia Federal.

ANGRA DOS REIS EM GRANDE ESTILO. VOCÊ MERECE.
SAÚDE INTEGRAL E HUMANIZADA

Um comentário

  1. Wow, fantastic weblog layout! How long have you ever been blogging
    for? you make running a blog look easy. The whole look of your site is magnificent, as well as the content!
    You can see similar here ecommerce

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *